Category Acessórios

Liga de casamento: ela ainda vai envolver a sua cabeça …

Uma tradição — ainda pouco usada no Brasil relaciona o futuro do casal e dos seus convidados a um detalhe íntimo do look da noiva: a liga ou garter (tecido franzido que envolve uma das coxas da mulher). Na Europa e nos Estados Unidos esse acessório não está mais restrito às núpcias e é o principal objeto de uma brincadeira chamada “o jogo da cinta-liga”.

blog da manu gonçalez liga de casamento 01

Ela é muito semelhante ao famoso momento de cortar a gravata do noivo e pedir ajuda financeira em troca dos pedacinhos do item, que hoje divide a opinião dos especialistas entre “divertido” e “deselegante”. Ao invés de ser feita em pedaços, a liga é leiloada entre os convidados do sexo masculino — em especial aqueles que desejam ficar bastante tempo solteiros ! rs

Outra versão da brincadeira manda apenas que o noivo jogue a liga para que os seus convidados disputem o objeto entre si, da mesma maneira que ocorre com o bouquet e as convidadas solteiras presentes no casamento.

Mais do que uma brincadeira, acredito que o uso deste acessório se torna especial quando pode:

1) render belíssimas e delicadas fotos no making of ao adicionar charme extra ao look;

2) criar um delicioso momento de intimidade entre o casal, e aguçar a imaginação do noivo – que pode ir a mil, se você contar baixinho pra ele, no momento certo, que ela faz parte da sua produção … (e esse não é nada mais, nada menos, do que um dia do casal e para o casal ?!)

blog da manu gonçalez liga de casamento 02

3) “quebrar” a fragilidade e o tradicionalismo do vestido de noiva, já que ainda é uma peça sensual, que remete ao fetiche masculino;

4) ser um grande aliado no ensaio boudoir (já falamos dele por aqui !), ao garantir todas as vantagens que um ensaio como este traz ao grande dia – diversão entre as amigas e fotos instantâneas diretas para o celular do noivo !! rs

5) fazer parte da identidade visual do seu look, se combinado com as flores da cabeça, ou com o adorno de cabelo, ou até com a cor do seu batom ou bouquet. Afinal, uma produção inesquecível é feita do conjunto de detalhes que a compõe  !

6) fazer você se sentir poderosa e “transgressora” com o seu modelito, mesmo que, por vergonha, opte por não registrá-la …

7) ou, simplesmente, fazê-la sentir-se feminina !

blog da manu gonçalez liga de casamento 03

Diante de tanta criatividade entre os brasileiros, imagina como não serão as milhares de formas engraçadas que os noivos usarão para “arrancá-las” das pernas das noivas, caso esta moda pegue por aqui ??!!! rs Faça deste momento algo único, inusitado e divertido para vocês ! Os fotógrafos agradecem …

blog da manu gonçalez liga de casamento 04

Moda e casamento: maxi colares para o look noiva

Há quem defenda a idéia de que casamentos não seguem moda. Que eles possuem um conceito atemporal e que as inovações vistas em décor e alguns protocolos não conseguirão atingir o quesito vestuário –  a unânime preferência por looks mais clássicos e tradicionais. Talvez. Começo a perceber uma crescente inquietação por parte das noivas em desfilar modelos personalizados, modernos e que sejam uma extensão do estilo das mesmas no seu dia a dia.

Noivas tatuadas que desejam valorizar as suas “marcas” com vestidos abertos, noivas baixinhas que não abrem mão dos curtos e um sapato estiloso pra combinar, noivas ousadas que abusam da sensualidade em transparências e costas nuas : noivas que não abrem mão da sua identidade pra serem noivas !

Eu já sou do tipo “noiva-menos-é-mais”. Cores sóbrias estão presentes na minha casa e no meu armário, nunca fui uma mulher de muitas cores. Não por insegurança de errar: gosto muito de azul, por exemplo. Mas preto e branco – esse extremo, sempre me encantou. E deixo para pontuá-los com os coloridos: uma bolsa para o look, um vaso para a casa.

blog manu gonçalez moda casamento colares 02

Essa semana fiz a minha mais nova aquisição colorida: um maxi colar verde esmeralda, para compor com todas essas peças clean que eu tenho. E comecei a refletir que apesar de terem surgido por aqui em 2010 somente de um ano pra cá ganharam espaço e forma no pescoço das mulheres. E eu que sempre fui fã das peças pequenas e delicadas, me rendi totalmente a exuberância deste acessório !

blog manu gonçalez moda casamento colares

E por que não trazê-los para o universo noiva ?! Se você (assim como eu) se identifica com vestidos sem excesso, e prefere o impacto de um detalhe ao acúmulo de informações no modelito para o grande dia deixe os maxi colares envolverem você ! O casamento pode até não seguir moda, mas isso não quer dizer que você não possa ter a moda no seu casamento …

Cabelo curto é “teaser de personalidade” …

Eu li isso uma vez em alguma revista. Frase dita por um homem na faixa entre 30 e quarenta anos. E isso tem tempo, então, você percebe que re-al-men-te me marcou. Talvez pelo fato de amar cabelos curtos, ou somente pelo fato de apreciar homens que fogem do senso comum, não sei. O que eu sei é que cabelos curtos me encantam ! Ver um “bom corte” desfilando na minha frente sempre me traz a tona o pensamento de que aquela, com certeza é uma mulher de opinião. Você pode achar besteira, mas reduzir o cabelo (ainda mais no RJ) é o mesmo que reduzir as suas chances de encontrar o seu par, seu sapo pra beijar, ou até o seu noivo ! rs Comprovado está que a minoria dos homens curtem mulheres estilosas. O que eles querem é o cabelão lindo e esvoaçante pra olhar (ou puxar … rs), cheio de brilho reluzente como no comercial de shampoo, daquela moça – sabe ?!, que tenho certeza passou hoooooras esticando, alisando e colocando pomada ou cera nele pra gravar daquele jeito. Agora, vai você falar que precisa gastar trezentos reais (por mês) se ele quer que o seu cabelo balance igual ???!!! rs

blog manu gonçalez casamento cabelo curto 01

O motivo deste post é ver cada vez mais noivas defendendo a bandeira “estou deixando meu cabelo crescer para o casamento”. Por que ?! Se justamente o seu corte de cabelo faz de você a mulher que você é ?!. Cabelo curto é selo de autenticidade ! Da mulher que não gosta de frescura (ou muita frescura), que toma banho, seca (ou não) o cabelo e sai: vai pra rua desfilar ! Feminilidade é postura, não pode ser medida por centímetros a mais de um castanho, ruivo, ou loiro platinado.

blog manu gonçalez casamento cabelo curto 02

Antes de casar com o amor da sua vida, case com você mesma ! Case com todas estas escolhas que definem o seu estilo  e que fazem de você menos uma no “mercado”, mas uma só para a sua celebração ! Torne-se UMA para os seus convidados, e deixe guardada a idéia de que você será uma noiva menos diva, princesa ou delicada por isso. Seja uma noiva singular !!

Cortes curtos são versáteis, modernos, práticos, chiques ! Se você optou por ele … escolha o adorno que melhor casa com o seu formato de rosto e estilo de vida … e diga sim.

blog manu gonçalez casamento cabelo curto 03

Seja você a tendência do seu casamento !

O termo tendência dentro do contexto “moda” traduz-se como uma espécie de mecanismo social que regula as escolhas das pessoas. Uma tendência é portanto um estilo, ou um costume que marca uma época determinada.

Algumas noivas quando me procuram perguntam: “o que está em alta agora em casamento, o que está se usando ?”. Bom, você é o que está se usando. VOCÊ é a tendência do seu casamento. Então eu lhe pergunto: quem é você ?! Qual o SEU estilo ? Como as pessoas a sua volta lhe reconhecem ?

Hoje resolvi falar da diversidade de bouquets oferecidos no meu mundo-casamento.  São modelos de todas as formas e materiais, que por serem tão importantes ao figurino da noiva (mesmo que não sejam flores) sempre suscitam dúvida na hora da escolha.

blog da manu gonçalez bouquet 02

Claro que eles deverão equilibrar-se com o tipo de cerimônia e recepção que você irá oferecer, afinal, até eu que sou a favor das noivas ousadas confesso que seria estranho ver uma noivinha minha com um bouquet de crochê caminhando rumo ao altar na Igreja Nossa Senhora do Carmo … rs

O meu ponto é: queira fazer do seu bouquet uma extensão da sua personalidade ! Imagina eu, Manuella, a patricinha moderna (inventei agora, porque achei que o “moderna” me livra da idéia de vazio e futilidade com que o termo “patricinha” é compreendido ! rs), que mal sabe pregar um botão, sem habilidade manual NENHUMA decidir usar um bouquet de feltro ? Hein ?! No mínimo os meus amigos convidados ficariam desconfiados … rs

Dos modelos atuais, o que mais se adapta ao meu estilo são os de pérolas, ou broches, ou os de tecidos (finos) pontuados por broches. E isso não quer dizer que eu não ache lindos os de botões, os de origami, e todos estes mega originais feitos a mão. A verdade é: eu sou cheia de criatividade, idéias … mas preciso que alguém as execute pra mim !!! rs Então, seria no mínimo contraproducente usar algo assim !

blog da manu gonçalez bouquet 03

Alguns floristas podem sugerir uma “colinha” pra você, por exemplo definir quais são as suas flores e cores preferidas e daí caminhar para o modelo final. Eu, como sempre vou contra a maré e repito: defina quem é você, respeite esta resposta e o seu bouquet se mostrará. Já parou pra pensar que pra todos estes modelos serem hoje “tendência”, alguém teve que ousar mostrando o seu estilo ? Alguém ousou ser diferente, não tradicional e outras noivas se inspiraram. Por essa linha de pensamento você entende como surgem tantas e tantas novidades neste nicho.

blog da manu gonçalez bouquet 04

Entenda, eu não sou contra a inspiração através de fotos de bouquets já feitos, eu só defendo a bandeira de olhá-los, admirá-los e então mudá-los (adequando-os para o seu perfil) ! rsrsrsrs Seja VOCÊ a tendência do seu casamento, não siga tendência, DITE tendência e inspire muitas outras noivas apaixonadas que um dia viverão este grande momento, como você.

Abaixo algumas fotos de bouquets de noivas criativas ! Caso não seja este o seu caso, e você prefira um modelo mais clássico, tradicional, estilo “princesa” como também eu optei, não se recrimine … rs já, já tem post pra você !

blog da manu gonçalez bouquet 05

Como valorizar o momento das alianças

O anel (aliança) surgiu entre os gregos e os romanos, tendo provavelmente por origem um costume hindu de usar um anel para simbolizar o casamento. Os romanos acreditavam que no quarto dedo da mão esquerda passava uma veia (vena amoris) que estava diretamente ligada ao coração, costume culturalmente seguido até os dias de hoje.

Independentemente de quando ou como tenha surgido, fato é que a aliança é um símbolo de união e fidelidade entre os casais, e possui seu momento de glória dentro do casamento: o momento da sua entrada !

Claro que optar por não dedicar um espaço a este momento não irá diminuir a importância da sua cerimônia, esta é apenas mais uma forma de personalizar o seu evento e encantar os seus convidados.

Caso seja esta a sua decisão, o noivo poderá tirá-la do bolso e entregar para o responsável pela benção das alianças na hora oportuna. Assim era feito e talvez com o crescente  desejo dos noivos por cerimônias criativas e personalizadas tenha deixado de ser visto. Ou será que este costume perdeu sua vez por “culpa” do noivo ?! Afinal esta era a única responsabilidade do homem no casamento, e muitos deles as esqueciam em casa, lembram ?! rs Aí começaram a entregar para o padrinho mais próximo, e … ops !, ele é homem e esquecia também ! rs Nada melhor do que intervir nesta situação colocando a entrega delas no programa ! Acho que eu descobri o real significado desta mudança !!! \o/ rsrsrs Desta forma alguma mulher “ganhará” esta responsabilidade (e não teremos mais alianças esquecidas) : a mãe do noivo … a irmã do noivo … a cerimonialista … rs

blog manu gonçalez alianças

Para as pessoas que me acompanham por aqui, já desconfiam que a minha opinião é que se faça SIM deste momento algo irresistível e único, que poderá surgir através da pessoa escolhida para levá-las ou do local “desenhado” para carregá-las. Use a sua criatividade, sempre !! Gosto muito dos porta-alianças de porcelana, da idéia dos bichinhos de tecido, de deixar que os seus bichinhos as levem na cabeça, ou no pescoço, e até mesmo de se aproveitar o tema da decoração (por exemplo conchas para casamentos na praia) como tem sido feito atualmente, mas, especial mesmo é quando envolvemos sentimento nesse momento !

blog manu gonçalez alianças 01

Você pode aproveitar o carrinho favorito da infância do seu noivo , a sua boneca de estimação, uma miniatura do instrumento musical que é o maior hobby de um dos dois (achei genial essa foto abaixo em que a própria noiva, que é pintora, entra com uma paleta de cor com as alianças amarradas, dispensando o bouquet !). Que tal surpreender os seus convidados com a seguinte brincadeira: o pajem entra como “segurança” das alianças, todo a caráter ?! Ou a idéia de usar um porta-jóia antigo, que ficou de lembrança de uma pessoa querida que já não está mais com vocês ?

Torne este momento ainda mais pessoal: traga a sua vida e a sua história para o seu grande dia através desses objetos que marcaram o crescimento ou o encontro de vocês ! E aí, um momento que já era tão esperado – o símbolo que encerrará a intenção deste compromisso – carregará junto com ele toda uma bagagem nostálgica de felicidade e emoção …

blog manu gonçalez alianças 02

Lapelas diferentes, noivos sensíveis

Eu amo cinema, quem me conhece sabe … e quem não me conhece tão bem, também ! rs Hoje pensando no texto sobre lapelas lembrei do poema lido por Cameron Diaz no filme “In her shoes”, de Tony Scott, ou  “Em seu lugar” aqui no Brasil. O poema é do poeta E. E. Cummings e traduzido significa “Eu levo o seu coração comigo”.

“eu levo o seu coração comigo (eu o levo no 
meu coração) eu nunca estou sem ele (a qualquer lugar 
que eu vá, meu bem, e o que que quer que seja feito 
por mim somente é o que você faria, minha querida) / tenho medo / que a minha sina (pois você é a minha sina, minha doçura) eu não quero
 nenhum mundo (pois bonita você é meu mundo, minha verdade) 
e é você que é o que quer que seja o que a lua signifique
 e você é qualquer coisa que um sol vai sempre cantar / aqui está o mais profundo segredo que ninguém sabe 
(aqui é a raiz da raiz e o botão do botão 
e o céu do céu de uma árvore chamada vida, que cresce 
mais alto do que a alma possa esperar ou a mente possa esconder) 
e isso é a maravilha que está mantendo as estrelas distantes / eu levo o seu coração (eu o levo no meu coração).”

lapelas 01

O uso da lapela (ou boutonnière) surgiu no século XIX , quando o príncipe Albert em seu casamento com a rainha Vitória fez um pequeno corte no paletó, para guardar o ramalhete de flores que recebeu dela. A finalidade era sempre lembrar da sua amada ao sentir o aroma das flores. Muitos esquecem ou não sabem que o surgimento da mesma deu-se por amor e romantismo.

lapelas 03

Lapelas diferentes, noivos sensíveis. Por mais que o noivo esteja usando algo original a pedido da noiva, já parta do princípio de que ele ACEITOU usá-lo, e com isto demonstra o desejo também de contar a sua história, de ser parte do todo, ou até de se mostrar como figura importante naquele casamento. São sensíveis sim porque mostram paixão ! Seja na homenagem a um ente querido que se foi, seja ao prender um coração pra dizer que ele bate forte por aquela bela mulher que desliza até ele, ou, uma chave demonstrando que só ele tem o caminho para o coração dela; seja simplesmente pra “contar” aos seus convidados que ele tem um hobby : música, fotografia, basquete … e todo hobby não é uma paixão ?!

lapelas 02

Fato é que os noivos já não são mais acompanhantes da figura principal noiva, eles ganharam seu lugar ao sol, no altar ! E mostram a que vieram: pra encantar a noiva e aos seus convidados, pra homenagear um amor. Noivos sensíveis usam lapelas diferentes. Eles as carregam, e aos seus amores, perto do coração …  “eu levo o seu coração comigo …“.

Fascinators para as noivas modernas

Ontem conferi algumas das fotos da Royal Ascot Races 2013. Este evento, conhecido como a corrida de cavalos mais famosa do mundo, acontece todos os anos na Inglaterra, e reúne a aristocracia britânica há mais de 300 anos. Sempre me encantou pela prática dos piqueniques nos intervalos, que poderiam ser comuns por aqui, diante de tanta área verde, não ?

Mais do que um local de apostas ficou conhecido como um belo cenário para as mulheres desfilarem seus  chapéus e fascinators – todo adorno de cabelo feito de plumas, penas e pedrarias – tendência cada vez mais forte junto às noivas (aliados aos casquetes e voilettes).

Alguns dos meus modelos preferidos, usados nos últimos anos …

noivas modernas chapeus 01

Caso você seja daquelas noivas que gostam de surpreender (amo !), e pensa em usar um acessório de cabelo único e marcante não deixe de conhecer o trabalho da milliner brasileira Graciella Starling, considerada a nossa Philip Treacy pela Revista Vogue Noivas.

Millinery é a tradição de fazer chapéus e ornamentos de cabeça à mão, e por aqui esta desginer  é uma das principais representantes. Foi ela também que nos apresentou a prática das penas desplumadas – penas que têm suas plumas retiradas e por isso ficam leves e transparentes.

De acordo com ela, “as peças são mais indicadas para o dia, para casamentos que comecem e terminem até às 18 h. Mas, como é uma tendência, já é possível combinar os enfeites com os vestidos usados à noite, em especial os menos volumosos.”

Como parcimônia é sempre bem-vinda, opte por vestidos de noiva discretos, complete com belas jóias e encante os seus convidados com a alta chapelaria !

Fiz uma seleção de chorar de emoção pra vocês, porque para estes modelos, eu literalmente tiro o meu chapéu …

noivas modernas chapeus 04