Quando as noivas optam pela irreverência

Outro dia estava lendo sobre o “ensaio boudoir” (leia-se budoá), que é um ensaio fotográfico com o objetivo de mostrar o lado mais “íntimo” da noiva. Na minha opinião, para que esta idéia funcione e seja um diferencial positivo no making of precisa se utilizar de dois pilares:  um, e mais óbvio, a sensualidade da noiva; e por isso ele não irá funcionar se você não estiver totalmente a vontade com este momento. E dois, a leveza e habilidade do fotógrafo, que deve ser bom o suficiente para que isto não se torne um episódio próximo da vulgaridade – que não condiz com este dia. Afinal, se a idéia é um ensaio sensual simplesmente, você pode aproveitar outras datas para fazê-lo !

Recordo-me que a primeira vez que vi um ensaio deste tipo (e nem sabia que tinha esse nome) foi no site da fotógrafa Fabrícia Soares, e pensei: “nossa, que ousado ! será que eu teria coragem ??”. Hoje vejo tantas fotos assim, tantas noivas irreverentes ! Aplaudo sempre de pé a ousadia !

noivas ensaio boudoir 01

Boudoir é um termo em francês que designava o quarto privado da mulher no século XVI, onde elas se arrumavam , após o banho. Como se fosse um “closet” de hoje em dia, com uma penteadeira para os retoques finais de cabelo e maquiagem, agora já vestidas.

noivas ensaio boudoir 02

Atualmente, para o “universo casamento” este termo ganhou espaço através das fotos com lingeries, corselets e/ou peças de roupa íntima a mostra. Por isso mesmo é um momento onde somente a noiva e o fotógrafo estarão na suíte do hotel ou local que a mesma  tenha escolhido para o making of: sem distrações, sem companhias.

Em contrapartida o resultado, que pode e deve ser compartilhado, e  lhe dará um leque de direções, por exemplo já aproveitar uma das fotos e enviar para o celular do seu noivo e animá-lo para a noite de núpcias; escolher a sua preferida, emoldurá-la e pendurar em um cantinho dentro de casa onde somente você e o seu (agora) marido possam admirar; fazer um álbum para rir e mostrar às amigas durante uma sessão de champagne, ou até usá-lo para relembrar a você mesma, sempre, como é linda e sensual e que não deve perder esse lado durante os próximos anos de relacionamento …

noivas ensaio boudoir 03

Como a intenção aqui não é o nú explícito e sim o “esconde-revela”, o interessante é que sejam utilizados elementos do grande dia para contextualizar o ensaio, quer sejam: véu, grinalda, bouquet e sapatos. Estes itens trarão a feminilidade necessária para o registro e principalmente, o toque de romance que todo casamento possui como pano de fundo. Não perca esse toque ! Porque neste dia, e somente neste dia, você estará vestida de noiva.

noivas ensaio boudoir 04

Lapelas diferentes, noivos sensíveis

Eu amo cinema, quem me conhece sabe … e quem não me conhece tão bem, também ! rs Hoje pensando no texto sobre lapelas lembrei do poema lido por Cameron Diaz no filme “In her shoes”, de Tony Scott, ou  “Em seu lugar” aqui no Brasil. O poema é do poeta E. E. Cummings e traduzido significa “Eu levo o seu coração comigo”.

“eu levo o seu coração comigo (eu o levo no 
meu coração) eu nunca estou sem ele (a qualquer lugar 
que eu vá, meu bem, e o que que quer que seja feito 
por mim somente é o que você faria, minha querida) / tenho medo / que a minha sina (pois você é a minha sina, minha doçura) eu não quero
 nenhum mundo (pois bonita você é meu mundo, minha verdade) 
e é você que é o que quer que seja o que a lua signifique
 e você é qualquer coisa que um sol vai sempre cantar / aqui está o mais profundo segredo que ninguém sabe 
(aqui é a raiz da raiz e o botão do botão 
e o céu do céu de uma árvore chamada vida, que cresce 
mais alto do que a alma possa esperar ou a mente possa esconder) 
e isso é a maravilha que está mantendo as estrelas distantes / eu levo o seu coração (eu o levo no meu coração).”

lapelas 01

O uso da lapela (ou boutonnière) surgiu no século XIX , quando o príncipe Albert em seu casamento com a rainha Vitória fez um pequeno corte no paletó, para guardar o ramalhete de flores que recebeu dela. A finalidade era sempre lembrar da sua amada ao sentir o aroma das flores. Muitos esquecem ou não sabem que o surgimento da mesma deu-se por amor e romantismo.

lapelas 03

Lapelas diferentes, noivos sensíveis. Por mais que o noivo esteja usando algo original a pedido da noiva, já parta do princípio de que ele ACEITOU usá-lo, e com isto demonstra o desejo também de contar a sua história, de ser parte do todo, ou até de se mostrar como figura importante naquele casamento. São sensíveis sim porque mostram paixão ! Seja na homenagem a um ente querido que se foi, seja ao prender um coração pra dizer que ele bate forte por aquela bela mulher que desliza até ele, ou, uma chave demonstrando que só ele tem o caminho para o coração dela; seja simplesmente pra “contar” aos seus convidados que ele tem um hobby : música, fotografia, basquete … e todo hobby não é uma paixão ?!

lapelas 02

Fato é que os noivos já não são mais acompanhantes da figura principal noiva, eles ganharam seu lugar ao sol, no altar ! E mostram a que vieram: pra encantar a noiva e aos seus convidados, pra homenagear um amor. Noivos sensíveis usam lapelas diferentes. Eles as carregam, e aos seus amores, perto do coração …  “eu levo o seu coração comigo …“.

Fascinators para as noivas modernas

Ontem conferi algumas das fotos da Royal Ascot Races 2013. Este evento, conhecido como a corrida de cavalos mais famosa do mundo, acontece todos os anos na Inglaterra, e reúne a aristocracia britânica há mais de 300 anos. Sempre me encantou pela prática dos piqueniques nos intervalos, que poderiam ser comuns por aqui, diante de tanta área verde, não ?

Mais do que um local de apostas ficou conhecido como um belo cenário para as mulheres desfilarem seus  chapéus e fascinators – todo adorno de cabelo feito de plumas, penas e pedrarias – tendência cada vez mais forte junto às noivas (aliados aos casquetes e voilettes).

Alguns dos meus modelos preferidos, usados nos últimos anos …

noivas modernas chapeus 01

Caso você seja daquelas noivas que gostam de surpreender (amo !), e pensa em usar um acessório de cabelo único e marcante não deixe de conhecer o trabalho da milliner brasileira Graciella Starling, considerada a nossa Philip Treacy pela Revista Vogue Noivas.

Millinery é a tradição de fazer chapéus e ornamentos de cabeça à mão, e por aqui esta desginer  é uma das principais representantes. Foi ela também que nos apresentou a prática das penas desplumadas – penas que têm suas plumas retiradas e por isso ficam leves e transparentes.

De acordo com ela, “as peças são mais indicadas para o dia, para casamentos que comecem e terminem até às 18 h. Mas, como é uma tendência, já é possível combinar os enfeites com os vestidos usados à noite, em especial os menos volumosos.”

Como parcimônia é sempre bem-vinda, opte por vestidos de noiva discretos, complete com belas jóias e encante os seus convidados com a alta chapelaria !

Fiz uma seleção de chorar de emoção pra vocês, porque para estes modelos, eu literalmente tiro o meu chapéu …

noivas modernas chapeus 04

Como não amar Patricia Bonaldi ?

Quem me conhece sabe o quanto eu amo a cor nude: clean, romântica, elegante, vintage, sofisticada – ela pode ser tudo isso dependendo do contexto. A coleção de Verão 2014 da estilista Patricia Bonaldi está repleta dela ! E melhor, aliada ao trio renda+bordado+tule. Gente, tem coisa mais princess do que tule ?!

Eu passei o meu casamento inteiro ajeitando o vestido para que o tule que havia debaixo dele aparecesse !! Mas eu também não podia andar que nem a modelo da propaganda dele o tempo todo, né ?! Vide Modelo BRUAND, coleção 2009, CYMBELINE PARIS.

A estilista apresentou sua coleção no Yatch Club de Santos, em São Paulo, para poucos e bons da área (na certa meu convite deve ter ido pro endereço antigo ! rs). Conhecida por seus vestidos de festa confeccionados através de processo artesanal, a coleção que teve como tema o ballet apresentou inclusive um vestido com tecido ecológico e cortado a laser, bem handmade. Que me desculpem os fashionistas, mas este tecido em particular – modelo longo, na minha opinião ficou com cara de “mal acabado” … observem as costas dele. Ok, ok ela se reconciliou de imediato comigo assim que o modelo curto entrou. Patrícia, manda este curtinho fashion pra mim que eu uso e faço propaganda !

Como não amar Patricia Bonaldi 01

O ponto alto da coleção foram as ombreiras estruturadas, super femininas, e os bordados com pedraria – o grupo Swarovski agradece a atenção e pede bis.

Como não amar Patricia Bonaldi 02

Maria Bonita Extra, Animale e até Adidas já apresentaram coleções com este mesmo tema, que foi a febre do Inverno de 2011 por causa do filme “Cisne Negro”, mas a estilista conseguiu tirar um frescor diferenciado, e abusou da graciosidade em todos os looks. E por falar em “Black Swan” ratifico que amo, aplaudo de pé e indico. Acredito ter sido o único Oscar que eu assisti torcendo por alguém: Natalie Portman estava deslumbrante em cena.

Segue para vocês o meu top 3, super inspiração para as madrinhas-luxo; mas pasmem, com todo o meu amor pelo nude queria mesmo é este modelo azul klein ma-ra-vi-lho-so, “baphônico”, deusa total, para usar qualquer dia destes … assim, quem sabe, em um passeio pelos corredores do Village Mall ??!!! rs

Como não amar Patricia Bonaldi 03

Como não amar Patricia Bonaldi 04

Espero que vocês gostem !

Quem casa … quer seu cão !

Confesso que quando comecei a ver animais de estimação nos casamentos fiquei um pouco apreensiva. O profissional de Cerimonial, que é responsável por gerir o grande dia com maestria, não deixando que nenhum contratempo “apareça” e aborreça aquele momento de união, sempre pensa que algo assim tem tudo pra dar errado ! rs

animais em casamentos 01

Mas a impressão passou, e hoje vejo que além de fazerem os noivos mais felizes no dia que já é só deles  - por estarem  com alguém que também faz parte da família, os cãezinhos podem sim participar do evento sem confusão, se tomadas algumas precauções; sendo este um trabalho conjunto da Equipe do Cerimonial com o casal.

animais em casamentos 02

Importante ressaltar que esta proposta atende bem a um casamento na praia ou no campo, todavia em locais fechados, como casas de festa e Igrejas você deverá obter a permissão no local ou com a pessoa responsável na Sacristia, Gabinete ou local específico para isto na sua religião.

Lembre-se que seu bichinho estará no meio de um ambiente estranho e com pessoas que ele não convive, sendo assim convém pelo menos levá-lo ao local da cerimônia para que ele se acostume o mínimo de tempo possível.

Outrossim, há de se entender que nem todas as pessoas gostam de bichos (sim, elas existem !) e você não deve obrigá-las a este “incômodo”. Eles estão ali para prestigiá-los e devem ser respeitados como convidados que são.

O ideal é que uma pessoa específica tenha a responsabilidade de levá-lo de volta para casa ao terminar a sua “participação”ou que permaneça com ele (na coleira) durante todo o evento. Afinal, ele naturalmente precisará fazer suas necessidades ali mesmo no local, devido ao extenso período da festa.

animais em casamentos 03

Se ele for entrar com a daminha ou o pajem certifique-se de “apresentá-los” anteriormente, para que o seu animalzinho participe do cortejo sem alterações e possa ser levado pela coleira sem susto. Já leve-o também alguns minutos antes ao “banheiro” evitando que ele pare no meio do caminho e atrase a cerimônia.

Como grand finale abuse nas roupinhas fofas e tire muitas fotos divertidas ! Você pode confeccioná-las tornando este momento ainda mais íntimo e especial ou comprá-las em lojas especializadas.

Deixe seus convidados cativarem você !

Não é novidade alguma que casar custa caro, e muito ! Talvez por isto, a tendência cada vez mais forte do mini wedding, com recepções bem íntimas e personalizadas.

O número de convidados foi reduzido para receber somente as pessoas muito próximas; em contrapartida, a quantidade de mimos e delicadezas para estes convidados especiais aumentou. Existe uma busca cada vez maior por parte dos noivos de agradar: seja através de pequenos detalhes na dècor, lembrancinhas originais e/ou homenagens no decorrer da cerimônia.

Por que não deixar que os seus convidados cativem vocês também ? Uma maneira simples e divertida de fazer isto é criar dentro do tema da sua decoração um espaço para que os seus amigos deixem recados pra vocês, ou melhor dizendo “conselhos”.

Imagina chegar da lua-de-mel e abrir essa caixinha, ou gaiola, ou “bolacha de chopp” que você criou para esse intuito e se deliciar com vários conselhos bacanas ? Eles podem ser sérios, engraçados, ou duvidosos (rs): o importante é que vocês permanecerão “perto” dos seus convidados por muito tempo, como se a festa ainda não houvesse terminado !

convidados que cativam

E vocês podem guardá-los em um cantinho especial para checar sempre que necessário. Mensagens como “pense duas vezes antes de criticar a roupa dela se não deseja sair com uma mulher muda e emburrada”, “nunca fale mal da mãe dele, nunca !”, “diga que o compromisso de vocês é uma hora antes do horário real, assim vocês nunca se atrasarão”, “aproveite o horário do PS3 para fazer uma massagem no cabelo”, “vinho “x” para relaxar e vinho “y” para animá-la …” entre outros, com certeza deixarão a convivência mais leve até em momentos de “crise” … vai por mim !!

Casamento na praia: as primeiras observações

Decoração Casamento na Praia

Casar na praia vem sendo a primeira escolha daqueles que desejam uma cerimônia autêntica e marcante. Seja pelo privilégio de presenciar a chegada do pôr do sol , que encanta a todos e embeleza o evento, o simples sussurro da maré ou o cair da noite em clima de romance – fato é que cada vez mais casais se rendem a este estilo de cerimônia.

Um detalhe que a maioria desconhece é que um casamento na praia só pode ser feito através de um Alvará da Prefeitura com autorização para a utilização do espaço escolhido, que geralmente é requerido e autorizado um mês antes do grande dia. Por este fato já percebemos que um evento neste estilo requer muita organização e disciplina no seu planejamento, e mais ainda, um estudo apurado das minúcias do local para que o casal não tenha surpresas desagradáveis no decorrer da cerimônia (por exemplo o comportamento instável da maré para aquele período).

Uma maneira de minimizar estes riscos é fazer o casamento na primavera (entre setembro e novembro), quando a temperatura está mais amena e não há tanta possibilidade de chuva, todavia, ainda assim o casal deverá manter um “plano B” caso haja mudanças climáticas bruscas e atípicas, como toldos, estruturas fixas de apoio e um local coberto anexo para que toda a recepção possa ser remontada neste espaço sem que a decoração seja prejudicada, e que comporte inclusive o DJ e os seus equipamentos eletrônicos.

casamento na praia 01

Um gerador por exemplo entrará em ação caso haja queda de energia elétrica, e manterá a comida (geralmente fresca) refrigerada.

Outrossim, como você estará exposto aos olhares de “estranhos”, visto que o evento se dará em local público, muitos buscam contratar um segurança particular. Uma outra observação importante é a necessidade da presença ininterrupta de um salva-vidas,  para o caso de convidados mais exaltados insistirem em mergulhar depois do excesso de bebida alcoólica.

Importante também verificar a existência de banheiros suficientes no local, ou a necessidade de se contratar banheiros do tipo “container”ou químicos, evitando assim constrangimentos maiores para todos os convidados.

Com relação a decoração, esta não necessariamente precisa ser baseada no conceito náutico, todavia, muitos se aproveitam deste tema quando da escolha da paleta de cores, no intuito de valorizar o “fundo” azul e verde ao redor.

casamento na praia 03

As flores devem ganhar atenção especial principalmente se você optar por casar em meses quentes, quando o calor e o sol fortes as farão murchar rapidamente – converse com a sua decoradora ou o seu florista sobre as opções mais resistentes para a data do seu casamento.

casamento na praia 04

Como festas na praia pedem sabores e texturas mais leves, uma boa pedida são os bolos com sabores de fruta (abacaxi, limão, maracujá) ou os bolos adornados com frutas frescas (por exemplo um bolo de ganache de chocolate coberto com morangos). Uma outra opção é utilizar as mesmas flores do bouquet, ou alguma flor presente na festa, para trazer identidade visual com a dècor.

casamento na praia 07

As bebidas devem ser as mais variadas possíveis, para que você possa agradar a todos os paladares, mas como o ambiente é natural não deixe de acrescentar sucos de frutas diversos e bebidas exóticas (os famosos drinks e coquetéis) que darão um colorido sofisticado e sabor atraente a sua festa.

casamento na praia 06

O cardápio seguirá a gosto do casal, mas como o ambiente já sugere o ideal é servir pelo menos um prato à base de peixes ou frutos do mar. Lembre-se de adicionar uma segunda opção para aqueles que não apreciam estas iguarias (massas, saladas ou outro tipo de carne). Atenção redobrada também aos doces e pratos que levam frutas ou itens que azedam e com os chocolates para que não derretam. A refrigeração deve ser adequada à recepção prevista !

E no mais, seja gentil com os seus convidados: disponibilize repelentes, assentos seguros para que ninguém caia na areia e deixe claro no seu convite o dress code correto para que todos permaneçam confortáveis durante o evento.

Casamento na Praia

Para outras inspirações sobre este tema acesse o álbum “Casamento na Praia”, lá na minha fan page, basta clicar no link presente aqui no blog !

 

 

 

 

Flores na cabeça

O estilista Giambattista Valli, conhecido como mestre dos vestidos cocktail adotou coroas de flores em metal, em seu desfile de noivas primavera 2013 . A idéia era que as “tiaras” parecessem imensos bouquets, em composição com os vestidos mais despojados da coleção.

flores na cabeça 01

Não acredito que essa moda conquiste as noivas brasileiras – pelo menos a maioria delas, que ainda segue uma linha mais clássica. Todavia, esta tendência pode ser adaptada para um estilo mais romântico, quando reduzimos as flores, damos um toque de cor nelas ou a customizamos com itens mais delicados como a pérola. A posição da mesma, se no alto da cabeça ou presa à testa ficará a cargo do gosto e conforto de cada noiva, e claro, conforme o modelo de vestido escolhido.

flores na cabeça 02

Uma outra opção mais informal, e que se mostra como ótima escolha para casamentos no campo ou na praia são as coroas de flores naturais. Com esta opção você poderá abusar de vestidos bucólicos, fluidos, vintage ou boho chic e românticos sem muitos detalhes. O único cuidado necessário será sintonizar a coroa de flores com o seu bouquet, para que o resultado final permaneça harmônico em cor e tamanho devido a proximidade dos mesmos.

flores na cabeça 03

No final, flores são flores, e cabe a você decidir qual das opções acima mais se adequa ao seu estilo, e qual delas encaixa melhor com o tipo de cerimônia que você sonhou !

Como eternizar suas lembranças

eternizar essa lembrança“Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te.” Quem disse isso foi  William Shakespeare. Concordo com ele em parte ! rs Existem coisas tão especiais que merecem sim um cantinho único na sua vida, que não seja o coração. E que tal na sua casa ??!!

Toda noiva possui um “xodó” no seu casamento, que geralmente já é nomeado em meio ao planejamento do grande dia. A maioria das noivas o tem com o seu vestido de noiva. Aquele sonhado, desejado, e quando o orçamento permite, “de estilista” (\o/).

Outras, loucas-maníacas por sapatos (tipo eu por bolsas …)  chegam a gastar uma fortuna de passagem para ir buscar o seu de cristal lá no exterior.

Por quê não guardá-los pra sempre ?! Use sua criatividade ! Desidratar o bouquet e enquadrá-lo já é comum, eu, particularmente prefiro dá-lo a alguém importante já no grande dia. Mas que tal enquadrar o seu vestido (claro, se ele não for alugado) ?! Siimmm, o seu vestido !! A-do-ro essas noivas cheias de imaginação ! O modelo a esquerda  ficou eternizado como decoração no closet.

E existem também aquelas que tomam gosto pelo bouquet, o convite, o biscuit do topo de bolo, as havaianas … porque todos esses itens são pensados dentro do conceito e paleta de cores do evento, e acaba que você se apega por aquele que foi mais difícil de escolher, ou mais “apertado” e “suado” no orçamento – e que não podia ficar de fora, ou aquele, especial, que no final das contas ficou total a sua cara, e que todo mundo comentou por meses e meses pós-casório.

Você pode também usar o seu convite como fundo de uma bandeja bem bonita, pra servir as refeições do casal na cama ou para visitas queridas, ou enquadrar ele em uma moldura no estilo de decoração da sua casa, e usar como lembrança no seu escritório.

memorias 01

O meu sapato de noiva por exemplo fiz na Lidú Calçados, sob medida. O preço dela cobria inclusive retornar por lá e mudar o tecido para preto, pois assim eu poderia continuar a usá-lo em ocasiões festivas, com todo tipo de vestido;  mas depois que vi essa foto aqui fiquei doida ! Agora só preciso arrumar um closet pra chamar de meu …

memorias 02

A questão é: o quê no seu casamento não sai da sua cabeça ?! Ou ainda: qual lembrança você deseja eternizar quando casar ?

Noiva tatuada: o detalhe que merece um click

Antigamente ser tatuada era a “exceção”, né ?! Hoje acho que virou regra ! rs Muitas pessoas escondiam seu “detalhe” no ambiente de trabalho, em locais mais conservadores, com receio de ser julgado, ou até (pasmem !) perder uma oportunidade de trabalho em entrevista.

Copyright

Eu tenho duas, que querem dizer “vida”. E que demorei a fazer porque sempre admirei essa técnica, mas achava que precisavam ter um REAL  e infinito significado, e ciente de que, por isso, nunca poderiam ser apagadas. Carrego-as comigo como sinal de “vida e morte” na minha história: morte e vida  de dois amores. Elas foram manifestações minhas, de dentro, e pra mim. Confuso ?! rs Digo isso porque muitos ainda a utilizam como adorno, “modinha”, e talvez por isso se cansem, e tenham que apagá-las depois de um tempo por enjôo ou até porque a fizeram em homenagem a um amor que se foi …

minha tatuagem 02

O que eu vejo de mais bonito em uma tatuagem, e que é pra muitos contraditório é o fato de que você precisa se “mutilar” pra dizer quem é. Não é só “estilo”. É uma decisão consciente de carregar junto de si algo/alguém que você gosta/sabe quem é, mas por ter uma importância especial você precisa ter na cabeça, no coração e TAMBÉM no corpo, pra olhar e cumprimentar todos os dias em reverência.

tatuagens discretas no casamento

Concordo com a artista plástica Célia Maria Antonacci Ramos, autora do livro Teorias da Tatuagem, quando diz que o surgimento da mesma deu-se já que “um dos objetivos seria permitir ao indivíduo registrar sua própria história, carregando-a na pele em seus constantes deslocamentos“.

O seu casamento, por exemplo, não faz parte desta imensa história ?!

Não sou a favor de “encher”o corpo de “decoração” pra fazer um “tipo”. E também não recrimino as pessoas que não as têm. Mas se este desejo tocar você, não pense em fazê-la com a idéia de que “hoje é mais fácil porque tem laser que apaga !”. Deseje-a carregar pra sempre, como parte de você, e da sua história – bela ou não tão bela – e aproveite o seu fotógrafo para registrá-la de maneira bem especial no seu álbum.

tatuagens mais chamativas no casamento

Melhor ainda se você quiser destacá-la em um porta-retrato bem estiloso dentro de casa. Porque aí você poderá olhar ela pra sempre, enquanto ela olha por você.